FASP
 
MENU
     
 · Página Inicial
 · Modalidades:
 · Asfalto
 · Terra
 · Kart
 · Rally
 · Arrancada
 · Informações:
 · Antigomobilismo
 · Super Fórmula 2.0
 · Mini Fórmula Tubular
 · Notícias
 · História e Estatística
 · Galeria de fotos
 · Calendário Paulista
 · Escolas de pilotagem
 · Clubes oficiais
 · Pistas oficiais
 · Administração
 · Estatuto da FASP
 · Regimento de taxas
 · Mensag. Presidente
 · GP Cidade de S. Paulo
 · Links diversos
 · Formulários
 · Cadastre-se
 · Fale conosco
 · ANUNCIE AQUI
 
 
FullBanner   TopBanner
 
Dúvidas e informações sobre a Categoria de Antigomobilismo
 

A Federação de Autmobilismo de São Paulo abriu para o Departamento de Antigomobilismo da FASP esta janela especial para atender e responder as dúvidas dos pilotos interessados da categoria. Envie um e-mail para a Federação (marketing@faspnet.com.br) ou para o Fabio Steinbruch (fast61@terra.com.br), presidente da Comissão de Antigomobilismo.

Para ler os regulamentos clique aqui!

Faça como Sergio Malanga, Eduardo Furlanetto e Carlos Siega que enviaram nos seus e-mails dúvidas que serão respondidas pelo depatarmento.

Aos amigos da Comissão de antigomobilismo.

Primeiramente gostaria de felicitar a FASP por ter criado um canal diferenciado para tratar de categorias que envolvam carros antigos, para logo em seguida comunicar que depois de ler e apreciar o regulamento publicado, em especial o referente a Divisão 3, venho mui respeitosamente, por meio dessa, apresentar algumas dúvidas, tecer alguns comentários e apresentar sugestões, que não são só minhas, mas também de alguns outros preparadores.

Fabio Steinbruch.


 

ITEM 1

Quanto a: 1 – VEÍCULOS PERMITIDOS

  1. Veículos nacionais:

    “A. Veículos importados: fabricados até o ano de 1979 – 4 cilindros aspirados. (ex: Alfa Romeo GTV 2000 e BMW 2002), ou que preservem a aparência e as soluções dos modelos de até 1979.
  1. Veículos nacionais:
  1. De produção descontinuada a partir de 1989 – 4 cilindros aspirados (ex: VW Karmann Ghia; Ford Corcel; VW Passat; Fiat 147; Dardo F1.3; Santa Matilde; Adamo), desde que preservem a aparência e as soluções dos modelos fabricados até 1979.
  2. Os Chevrolet Chevette, desde que preservem a aparência e as soluções dos modelos fabricados até 1979.

Para a linha Fiat 147 não será obrigatório manter a aparência dos modelos até 1979. Tanto a frente “Europa”, como a “Spazio”, será tolerada....”

— Notei a ausência da réplica do Porsche 550, admitida no regulamento anterior, e gostaria de sugerir um acréscimo:

— Permitido Carreteras usando obrigatoriamente chassis de Volks mas não sendo permitido a troca de suspensão afinal a carroceria não importa e assim não se cria cisalha na categoria.

Resposta do Departamento de Antigomobilismo — Quanto ao Porsche 550, nossa opinião vai de encontro à sua. Houve um erro, já corrigido, na edição do regulamento.

Quanto à inclusão de veículos que possam receber todas modificações a mais que as impostas pelo regulamento — desde que sobre plataforma VW —, esta comissão não concorda. É uma competição para automóveis de turismo antigos. Não é para qualquer veículo! Uma vez que permitimos um carro com desenho de um Renault (por exemplo), sobre plataforma mecânica de VW; um carro com aparência de um modelo cujo lay out era motor dianteiro e tração traseira, com motor e tração traseira; um carro que originalmente possuía distância entre eixos, suspensão...

Depois de admitirmos tantas soluções diferenciadas, não poderemos proibir mais nada! Vale Tudo. Esse carro deveria participar da “Força Livre”, de uma categoria para protótipos, mesmo que seja o belo.

Não é questão de quão querido, e/ou poderoso, é quem quer participar com esse carro. O regulamento técnico se refere a veículos, não a pessoas. Todos pilotos filiados são igualmente bem vindos!


ITEM 2

Quanto ao item: Peso mínimo: Carros com motor entre eixos —na D3 categoria C — deveriam ter o peso acrescido em 100Kilos. Também acho que devia ter uma penalização de peso nas outras A B D para carros com motor central pois e uma tremenda vantagem.

Resposta do Departamento de Antigomobilismo — A Divisão 3 não contempla diferenças entre tipos de veículos (Sedãs familiares correm em mesma categoria que esportivos de dois lugares), portanto não seria coerente penalizar apenas uma configuração. As outras Divisões, em vista a dificuldade em administrar e reunir tantos tipos de carros, não tem mais espaço para mais tipos de diferenciações.

ITEM 3

Quanto a: 1.3 – MODIFICAÇÕES PERMITIDAS

Tudo que não constar deste regulamento é expressamente proibido, sendo assim, todo item que não for contemplado neste regulamento deverá encontrar-se nas suas características originais.

No caso de dúvida, as peças deverão ser confrontadas com as originais de fábrica.

Quando este regulamento não permitir clara e especificamente que a peça ou componente possa receber algum tipo de trabalho, esta deverá ser mantida original. Salvo quando for especificada para.

Proibida toda e qualquer adição de material (solda, colagem, eletrólise, etc.) a qualquer elemento mecânico, seja motor, câmbio ou suspensão. Somente nos casos em que este Regulamento permitir serão aceitos tais trabalhos.

— O que e permitido soldar afinal??? Nada que eu saiba???

E impossível algum dos carros da D3 estarem dentro do regulamento já que para se adaptar o motor AP e necessário soldas e reforços no chassis.
Bem como para se colocar a suspensão que foi permitida ano passado e outros novamente tem que se utilizar de soldas e reforços.

Resposta FASP — Estava escrito dessa maneira: “Proibida toda e qualquer adição de material (solda, colagem, eletrólise, etc.) a qualquer elemento mecânico, seja motor, câmbio ou suspensão. Somente nos casos em que este Regulamento permitir serão aceitos tais trabalhos.”

Entendemos que: “casos que o regulamento permitir”, deixa subtendido que para qualquer trabalho previsto nesse regulamento, onde a solda seja imprescindível, ela será admitida.

Para não gerar dúvidas, a redação foi alterada, especificando as adaptações, e atendendo aos preparadores.


ITEM 4

Quanto a: Suspensão —Vide regulamento da fasp para 2008 categoria D3 abaixo.

“Conjunto dianteiro original do chassi com trabalho livre. Na traseira, permitido o trabalho e a troca do conjunto, desde que seja do mesmo fabricante do chassi. As réplicas deverão utilizar suspensão dianteira e traseira original, sendo permitido o alongamento dos facões. )

— Observe que a redação do 2009 mudou. Você não poderá mais trocar um eixo rígido por um articulado, nem o tipo de mola.

Resposta FASP — Mais uma vez a redação mudou, especificando que podem ser utilizados juntas homocinéticas. Desnecessário, pois a suspensão original do Puma, ou qualquer outro VW com motor a ar traseiro, não é por eixo rígido.

O Facão regulável, que havia sido proibido por questão de segurança — alguns preparadores confeccionam mal o mecanismo —, foi eliminado. Não é justo que os mais cautelosos paguem pelos inconseqüentes.


ITEM 5

Quanto a: USO DE LASTRO

“Os lastros, se necessário, deverão ser blocos sólidos fixados no assoalho do veículo, na parte interna do habitáculo embaixo do banco do piloto com peso máximo de 10 kg por unidade, fixado com no mínimo dois parafusos de aço de 8 mm com reforço na parte inferior do assoalho por contra placa (tipo sanduíche) e lacrado quando da vistoria técnica.”

— Todos os regulamentos FIA permitem ser dentro da cabine e não só abaixo do banco do piloto.

Resposta FASP — O que não pode é utilizar os pesos para equilibrar o carro. A colocação fica a cargo de orientação da comissão técnica.


ITEM 6

Quanto a: 8.1 — FIXAÇÃO

“O tipo e fabricação das bandejas; o tipo do eixo traseiro e o tipo de suspensão e molas, não poderão ser modificados ou substituídos por outro.”
— Em outras palavras, alguns carros que participaram do campeonato de 2008 estão proibidos de correr pois mudaram o tipo de suspensão dianteira de barra de torção para molas e o traseiro idem passei para molas,e de Variant II ou puma ou Kombi?


ANEXO:
(F) Regulamento de 2008 da fasp para a categoria D3

– SUSPENSÃO
“Conjunto dianteiro original do chassi com trabalho livre. Na traseira, permitido o trabalho e a troca do conjunto, desde que seja do mesmo fabricante do chassi. As réplicas deverão utilizar suspensão dianteira e traseira original, sendo permitido o alongamento dos facões. “

Resposta FASP — Achamos que está havendo confusão. Jamais foi permitido substituir o tipo de suspensão. Não foi observado, em nenhuma vistoria, algum carro que não mantivesse o conjunto da forma original, com o feixe de torção. Os amortecedores, com mola externa, estão permitidos. Como diz o texto, por você anexado “Conjunto ORIGINAL”.

O que mudou, pois os preparadores pedirão é o item referente ao facão regulável, que passou a ser admitido.

“Os pontos de fixação das bandejas não poderão ser deslocados, seja no sentido longitudinal ou transversal. Proibido o uso de facão regulável."

ITEM 7

Quanto a: 8.2 – AMORTECEDORES E MOLAS

“É livre a utilização de amortecedores e molas, quanto à marca, modelo e calibragem, inclusive sendo permitidos amortecedores com mola externa, desde que de fabricação nacional. “

— Se pode usar molas com amortecedores então como não se pode trocar o tipo de suspensão escrito no parágrafo acima????

Resposta FASP — Tipo de suspensão, ao se ler uma ficha técnica, diz respeito ao tipo de mola e a se é independente ou por eixo rígido; por bandejas, Macpherson...

ITEM 8

Quanto a: “11.1 – Rodas — Rodas dianteiras e traseiras com tala máxima de 8”, e diâmetro máximo de 15” sendo livre seu material.

As medidas das rodas serão feitas na parte interna do aro no encosto da cinta do pneu, ou usando um compasso especial conforme especificação do fabricante da roda.
11.2 – Pneus — Nacionais ou de fabricação no MERCOSUL, radiais, facilmente encontrados no comércio de varejo. Proibido o uso de PNEUS ESPECIAIS de COMPETIÇÃO”.
§ Único – É vedada a utilização de “RECAPEADOS”, bem assim como também uso de válvulas reguladoras eletrônicas de pressão.”

— Regulamento de 2008 e muito importante pois no 2009 não esta sendo proibido riscar os pneus, assim sendo pode ser feito um jogo so para a chuva riscado e era proibido no reg de 2008 vide abaixo.

12.2 - PNEUS

Pneus radiais com medida livre, de origem nacional ou do Mercosul com risco aparente em toda sua banda de rodagem, sendo permitido lixar.

É expressamente proibido o uso de pneus “RISCADOS, RECAPADOS OU REMOLDADOS e PNEUS ESPECIAIS de COMPETIÇÃO”.

Resposta FASP — Faltou riscados, mas desconhecemos pneus, que não os de competição, riscados. Estamos estudando!

ITEM 9

Quanto a:

12.1-TIPO DE COMBUSTÍVEL

“Não é permitido o uso de Metanol. O combustível obrigatoriamente deverá ser o fornecido pela FASP no autódromo.”
(H) Pode usar gasolina????antes era obrigatório álcool????

Resposta FASP — Desde que fornecido no autódromo! (Lá só tem álcool).


ITEM 10

Quanto a: 15.2 – EXTINTOR DE INCÊNDIO

“Obrigatória a colocação dentro do habitáculo do veículo de no mínimo 1 (um) extintor de incêndio de 4 kg (quatro quilos) de pó químico fixado na posição vertical.”

— Porque só vertical se a totalidade dos carros FIA correm com deitado??????, e muito muito perigoso andar com o extintor de pé no caso de batida pode ser lançado na cabeça do piloto?

Resposta FASP — O tipo de extintor, por pó químico, só funciona na vertical. Outras categorias adotam outros tipos de extintor.

ITEM 11

Quanto a: 16.1 – ARCO DE SEGURANÇA

“Obrigatório o uso de arco de segurança conforme Anexo J FIA, conforme desenho 253”.

— Qual dos desenhos 253 tem “trocentos” qualquer um 253 e valido?????

Resposta FASP — Pode ser utilizado o de quatro pontos básico, acrescido de qualquer uma das “trocentas” sugestões publicadas.

ITEM 12

— Como faço para participar? Com quem falo? Para onde ligo?

Resposta FASP — A Classic Cup tem suas etapas junto ao Campeonato Paulista de Asfalto. O primeiro passo é tirar carteira de piloto. Para tal é necessário cursar uma das escolinhas autorizadas (consulte a FASP pelo telefone). Depois você precisa enquadrar seu carro dentro de algum dos regulamentos publicados e prestar muita atenção nos itens de segurança obrigatórios.

ITEM 13

— Qual o valor da inscrição por corrida?

Resposta FASP — Este ano o valor da inscrição é de R$ 790,00.

ITEM 14

— Tenho a intenção de utilizar um fiat 147, que também foi produzido com motor 1300. Tenho que utilizar um motor do ano do veiculo ou posso usar qualquer motor fiat 1300, para participação na divisão 1?

Resposta FASP — O motor pode ser de qualquer ano.

ITEM 15

— É obrigatório ser piloto filiado a alguma federação ou confederação de automobilismo? Se sim, quanto isso custa e como procedo?

Resposta FASP — Sim. Para isso é obrigatório fazer escolinha ou falar com algum dos clubes.

ITEM 16

— Quanto as indumentárias, o macacão, obrigatoriamente deve ser anti-chamas, bem os calçados?

Resposta FASP — É obrigatório o selo de aprovação da CBA. Existem diversas lojas próximas do autódromo que os comercializam.

ITEM 17

— Existe uma relação divulgada pela Federação a respeito de bancos, cintos e outros itens que devam ser homologados?

Resposta FASP — Não existe essa lista.

ITEM 17

Inicialmente, gostaria de parabenizá-los por dispor desta forma de esclarecimento, por e.mail. Uma forma simples, barata e eficiente de contato, e que em muito facilita a vida das pessoas, que, como eu, tem perguntas a fazer à FASP. Estou querendo montar um carro para correr. Já tenho o veículo, que é um Fusca 1.5. Acontece que ele está com motor 1.3, já preparado. Pretendo inscrevê-lo na divisão 1. Por isto faço a pergunta, que não consegui compreeder de forma clara lendo o regulamento, e não gostaria de gastar tempo e dinheiro no projeto errado.

— Tendo meu Fusca saído de fábrica com motor 1500 (divisão 1 categoria B), posso correr com ele na categoria até 1400cc (divisão 1 categoria A), utilizando o motor 1300? Ele continua sendo considerado original?

Resposta FASP — Sim. O que importa é o motor.

ITEM 18

E o peso mínimo do carro? Seria o peso previsto do Fusca 1500, ou do Fusca 1300 (menos os 150 kg)?

Resposta FASP — Na categoria até 1400cc, o peso mínimo é o do 1300.

 

Em nome da Comissão de Antigomobilismo e da FASP, obrigado pela sua colaboração!

 
       
FASP - Federação de Automobilismo de São Paulo | Rua Luis Góis, 718 - CEP: 04043-050 - Vila Mariana - São Paulo - SP | Tel./Fax.: (11) 2577-0522