Seletiva de Kart Petrobras encerra ações com os vencedores de 2015 na Europa e celebra resultados

Seletiva de Kart Petrobras encerra ações com os vencedores de 2015 na Europa e celebra resultados

Um dos principais torneios de kart do país, Seletiva completa 2º ano do programa de orientação para os vencedores com teste em simulador de F-1 e treino numa das principais equipes de base do automobilismo europeu. Organizadores comemoram sucesso das ações, que foram ainda mais abrangentes em 2015

A temporada 2015 vai chegando ao seu final e para os vencedores da 17ª edição da Seletiva de Kart Petrobras o ano não poderia terminar de forma melhor. Na última semana, os pilotos encerraram o programa de orientação – concedido pelo evento aos melhores do torneio – com ações na Europa. Foram dias intensos e de muito aprendizado para os paulistas Vinícius Papareli e Gaetano di Mauro e o gaúcho Bruno Bertoncello, campeão, vice e terceiro colocado na Seletiva 2015, respectivamente.

A primeira atividade aconteceu na segunda-feira (dia 7). Um dia todo dedicado a testes em um simulador de Fórmula 1 em Modena, na Itália. Um dia antes, os pilotos ainda tiveram a chance de conhecer o tradicional circuito de Monza, um dos mais antigos a receber a F-1, com sua famosa curva Parabólica.

O teste no simulador foi realizado na empresa All In Sports, do engenheiro russo Anton Stipinovich, que já desenvolveu simuladores para várias escuderias da Europa, incluindo uma das equipes da Fórmula 1.

Na sequência, os pilotos embarcaram para Portugal, onde realizaram um dia de testes com a equipe Koiranen GP, atual campeão da Fórmula Renault Europeia e Alps. A atividade aconteceu no circuito internacional do Algarve, em Portimão.

Uma das melhores equipes do automobilismo de base europeu na atualidade, a Koiranen já teve pilotos como Valtteri Bottas (Williams), Daniil Kvyat (Red Bull Racing) e Carlos Sainz Junior (Toro Rosso), que estão atualmente na F-1. E, por uma decisão técnica dos organizadores da Seletiva de Kart Petrobras, o teste aconteceu com um Fórmula 4, considerado o principal carro de base na Europa atualmente, e não com o Fórmula Renault, como estava previsto.

“Acabamos optando pelo teste de Fórmula 4, porque a Koiranen estava realizando um campeonato novo de inverno em Portugal e Espanha e haveria etapa em Portimão. Então, tecnicamente foi mais interessante para os pilotos, pois teríamos parâmetros para realizar alguns comparativos, além de que esta é a categoria de base mais procurada pelos jovens pilotos atualmente”, explicou Binho Carcasci, organizador da Seletiva de Kart Petrobras.

“Foi um dia inteiro de teste. Cada um deu mais de 50 voltas e o mais importante não era o tempo, mas todo o aprendizado, conhecer o profissionalismo da equipe, que é reconhecidamente uma das melhores da Europa. Estou muito feliz, porque conseguimos atingir os objetivos do programa, como no ano passado, mas fomos ainda mais abrangentes, dando a chance de testar o Fórmula 4 e eles também tiveram ainda mais tempo no simulador e aprenderam mais uma ferramenta importante para o futuro da carreira”, contou Carcasci.

Di Mauro, que foi o melhor estreante na final da Seletiva e faturou o Troféu Lubrax, participou apenas da primeira parte da viagem. Como havia fechado para disputar a última etapa da Copa Petrobras de Marcas, o piloto teve de voltar ao Brasil antes dos testes na Koiranen, mas ficou muito contente com a experiência no simulador. “Já tinha feito testes em um simulador, mas era bem diferente. Este simulador que testamos tem alta tecnologia e foi incrível, tudo muito próximo do real”, declarou o piloto de 18 anos.

“Uma pena não ter conseguido participar dos testes com a Koiranen, mas aproveitei muito todo o programa. Foram ações que contarão muito para o meu futuro, tanto nas decisões dentro, quanto fora das pistas”, completou Di Mauro.

Entre os três, Bertoncello era o único que nunca havia testado um carro de fórmula e o piloto encerrou as atividades radiante. “Nunca tinha andado de fórmula, então foi tudo novo pra mim. O carro é arisco, mas fui me adaptando. Fui evoluindo a cada sessão e a diferença para os pilotos que já correm na equipe foi diminuindo. Nunca aprendi tanto. Achei tudo muito profissional”, destacou o gaúcho de 17 anos.

“Também gostei muito do simulador. Fizemos o teste na pista de Portimão e isso ajudou muito pra chegar no treino já conhecendo o traçado”, disse.

O campeão Vinícius Papareli também elogiou todo o profissionalismo e nível das atividades. “O simulador deu uma boa mostra do quanto é importante o preparo físico na hora de pilotar um carro maior. No teste com a Koiranen também aprendi muito com os engenheiros e telemetristas. No começo foi um pouco difícil, mas depois deu pra melhorar e terminar perto dos primeiros. Toda a estrutura da equipe é muito profissional. A organização é imensa”, ressaltou o paulista de 17 anos.

Antes de seguirem para a Europa, os pilotos já haviam participado da fase nacional do programa de orientação. Eles viveram uma experiência única no Mitsubishi Racing Experience com Ingo Hoffmann, realizaram treinamento físico integral com Nuno Cobra Jr. e ações de marketing e comunicação.

Seletiva de Kart Petrobras – Criada em 1999, com o patrocínio da Petrobras e Petrobras Distribuidora, a Seletiva foi composta por quatro etapas classificatórias em 2015, realizadas dentro dos principais campeonatos regionais do país. Doze pilotos foram selecionados para a grande final, onde competiram em condições de igualdade. Participam do torneio kartistas entre 15 e 18 anos. Desde 2012, ex-campeões não podem defender seus títulos. Em média, aproximadamente 110 pilotos tentam a vaga na final da Seletiva por ano e, em 17 anos, mais de 200 já estiveram disputando a final.

Considerada uma referência entre os kartistas do Brasil, a Seletiva de Kart Petrobras é reconhecida (desde 2001) como evento oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Comissão Nacional de Kart (CNK).

Além da maior premiação em dinheiro do kartismo nacional, a Seletiva de Kart Petrobras contempla três competidores com a participação em um programa de orientação de pilotos, que inclui um teste com simulador de F-1 na Europa, um teste com uma equipe do automobilismo de base europeu, com a orientação de um coach, acompanhamento físico e psicológico, experiência com carros de turismo no Brasil, palestra sobre marketing e media training. A premiação total – somando todas as ações – chega a 250 mil reais. O campeão recebeu 64 mil reais em dinheiro.

Os finalistas disputam o título com chassis fornecidos pela fabricante Bravar.

Mais informações: www.seletivadekartpetrobras.com.br

Informações para a imprensa:
FGCom
Fernanda Gonçalves / Beatriz de Paula / Gabriely Menezes
Tel. 11 4116.5509
fernanda@fgcom.com.br /beatriz@fgcom.com.br / gabriely@fgcom.com.br
www.fgcom.com.br